País

Alunos retidos por faltas a Cidadania. Pais avançam com segunda providência cautelar

Pai acusa Estado de "perseguição" e "abuso de poder".

Os pais dos dois estudantes de Famalicão que não frequentam a disciplina de Cidadania e Desenvolvimento avançam com a segunda providência cautelar para evitar que os filhos fiquem retidos de ano por faltas à disciplina.



Em comunicado enviado às redações, o pai acusa o Estado, o Ministério da Educação e a escola de abuso de poder e diz que os filhos estão a ser "reféns" de uma "obsessão" para "impor, nem que seja à força, a disciplina".

No ano passado, o Tribunal de Braga - onde foi entregue a primeira providência cautelar - considerou que o interesse dos alunos devia prevalecer sobre o cumprimento das regras e permitiu que os estudantes passassem de ano.

O Ministério recorreu da decisão e o braço de ferro parece estar para a durar, com o problema a voltar a colocar-se este ano e o pai a falar em "perseguição de quatro entidades do Estado: Ministério da Educação, Ministério Público, Segurança Social e Comissão de Proteção de Crianças e Jovens".

  • Merkel: mãe e verbo da Alemanha moderna

    Angela Merkel

    Carinhosamente chamada pelos alemães de "Mutti" (mãe), protagonizou um estilo único de fazer política na Alemanha. Não era uma grande oradora, nem fazia discursos inspiradores, mas a postura pragmática valeu-lhe respeito e admiração. "Merkeln" passou a ser verbo na Alemanha, em alusão à forma como a chanceler toma decisões.

    Ana Luísa Monteiro