País

Realojados todos os moradores do prédio que ardeu em Lisboa

Presidente da junta de Arroios, Margarida Martins, diz que no edifício funcionava um hostel.

A presidente da Junta de freguesia de Arroios garante que todos os moradores do prédio que sofreu um incêndio esta sexta-feira foram realojados.

Margarida Martins diz ainda que a maior parte do prédio era habitado por migrantes que só chegaram a casa depois do incêndio ter deflagrado.

Dois mortos e 11 feridos em incêndio em prédio de Lisboa

Em declarações aos jornalistas, Bruno Borges, do INEM, disse que há 13 vítimas a registar do incêndio, dois mortos e 11 feridos. De acordo com o médico, as duas vítimas mortais são do sexo masculino.

As autoridades desconhecem a origem do fogo, que deflagrou no vão das escadas do edifício, tendo alastrado a todos os andares.

O alerta foi dado por volta das 22:50. No local estiveram 80 operacionais apoiados por 40 viaturas. Segundo a Proteção Civil, o fogo foi controlado cerca da meia-noite.