País

Retomadas buscas pelo cidadão polaco perdido na serra da Madeira

Está desaparecido desde quarta-feira.

As buscas pelo praticante de trail desaparecido desde quarta-feira nas serras da Madeira foram retomadas hoje, após a interrupção durante a noite devido às "condições climatéricas", disse o comandante adjunto dos bombeiros da Calheta à agência Lusa.

As buscas pelo homem, de 35 anos, foram interrompidas durante a noite de sexta-feira, pelas 22:00, porque "as condições climatéricas não permitiram continuar", comportando sérios riscos para a segurança dos operacionais, segundo Lino Sá.

Esta manhã, as equipas já estavam no terreno ainda antes das 08:00, para continuar a "bater o percurso desde Porto Moniz a Calheta", localizado na zona oeste da Madeira.

Um comunicado emitido na quinta-feira pelo Serviço Regional Proteção Civil (SRPC) indicava que às 08:17 foi dado o alerta de que um homem de nacionalidade polaca teria saído do Porto Moniz ao final da tarde de quarta-feira para um treino de trail, sem que tivesse ainda regressado ao hotel.

Durante a tarde de sexta-feira, o SRPC informou que 38 operacionais e 12 veículos dos Bombeiros Voluntários da Calheta, dos Bombeiros Voluntários de São Vicente e Porto Moniz, dos Bombeiros Sapadores do Funchal, do Corpo de Polícia Florestal, da Polícia de Segurança Pública, da Guarda Nacional Republicana e Serviço Regional de Proteção Civil estavam envolvidos nas buscas pelo cidadão polaco.

O comunicado dizia ainda que também participaram na missão de salvamento "cinco binómios cinotécnicos, dois drones e a utilização do meio aéreo multimission", equipas que se devem manter no terreno nas buscas de hoje.