País

Benfica faz ultimato a Vieira: ou renuncia à presidência em 30 dias ou é expulso

A decisão foi comunicada pelo Conselho Fiscal à CMVM.

Luís Filipe Vieira pretendia manter a suspensão do cargo de presidente até outubro, mas o Benfica quer que o presidente renuncie ao cargo antes disso. Os encarnados fizeram um ultimato: ou Vieira sai voluntariamente nos próximos 30 dias ou é expulso.

É o ponto final para Luís Filipe Vieira, depois de 17 anos de presidência do clube da Luz. Depois de ter anunciado a suspensão de mandato – que pretendia manter até ao mês de outubro, Vieira foi surpreendido pelas decisões dos órgãos sociais do Benfica.

Primeiro foi o anúncio de eleições antecipadas, agora o ultimato enviado pelo Conselho Fiscal à CMVM. A SAD do Benfica não vai esperar por outubro e decidiu recorrer ao código das sociedades comerciais para colocar um limite para a saída de Vieira.

O presidente suspenso tem 30 dias para abandonar o cargo, a não ser que as medidas de coação que o impedem de contactar outros administradores da SAD sejam alteradas – o que é improvável que aconteça até lá. Ou seja: ou renuncia até 14 de agosto ou o clube expulsa-o.

O Benfica aponta o mês de outubro como o mais provável para a realização de eleições antecipadas. A direção do clube está até preparada para se demitir em bloco caso Vieira decidisse voltar atrás e retomar funções. O cenário é improvável, uma vez que Luís Filipe Vieira estará também empenhado em não provocar mais instabilidade ao Benfica.

Veja mais: