País

Falha de energia em vários países europeus teve origem num incêndio em França

Informação avançada pela agência francesa de rede de Transmissão de Energia Elétrica.

Na origem dos cortes de energia em Espanha e Portugal esteve um incêndio que queimou este sábado mais de 500 hectares de vegetação no sudoeste da França.

De acordo com a agência francesa de rede de Transmissão de Energia Elétrica, por causa dos incêndios no Aude, a linha de muito alta tensão - que fica entre Perpignan e o oeste de Narbonne - sofreu um problema técnico e foi desligada a meio da tarde.

Num comunicado, a empresa francesa informou que os fluxos de eletricidade foram transferidos para as linhas nos Pirenéus ocidentais, criando uma sobrecarga que causou cortes de energia em França e que acabaram por afetar as redes espanhola e portuguesa, desligando a Península Ibérica da rede elétrica europeia.

Foram cortados 2.350 megawatts de eletricidade em Espanha e cerca de mil em Portugal.

Em Portugal, a E-REDES diz que vários concelhos do país foram afetados com falhas de quase uma hora em vários pontos de norte a sul. Duas horas depois do apagão, a situação ficou normalizada em todos os locais.

A falha atingiu o número de emergência médica. A PSP disse à SIC que o centro 112 de Lisboa tinha sido afetado pela falha de energia, mas que o atendimento foi assegurado logo depois pelo sistema de redundância, ativado sem ação humana quando há falhas.

No entanto, mais tarde as autoridades afirmaram ter havido quebras de comunicação nas linhas em vários distritos do país. O sistema não foi ativado de imediato, algo que já esta a ser investigado.

O número de emergência médica 112 é gerido pela PSP e as chamadas são atendidas pelos centros que efetuam a triagem e encaminham os telefonemas para as forças de segurança, INEM e bombeiros.