País

Portugueses começam a chegar ao Algarve para as tradicionais férias de verão

Turismo internacional na região continua fraco.

No Algarve, o arranque do mês de agosto é sinal de chegada de muitos portugueses. Desde ontem que se nota mais movimento de turistas nacionais, ainda assim longe das enchentes de outros verões.

O turismo internacional na região continua fraco.

Agosto traz novas medidas: o que passa a ser permitido?

Portugal já entrou na primeira fase do plano de reabertura do país. A partir de agora, não há limite de horário para circular na rua e o comércio e restauração podem funcionar até às 02:00. Os bares e discotecas reabrem mas com limitações.

O dia de ontem ficou marcado pelo o início de uma nova fase de reabertura do país, numa altura em que mais de metade dos portugueses já tem a vacinação completa.

Nesta primeira fase deixam de existir restrições à circulação e já se pode andar na rua depois das 23:00. No comércio, espetáculos e restauração, os horários são alargados e passam a poder encerrar às 02:00.

Nos espetáculos, a lotação máxima é de 66% e nos restaurantes mantêm-se os limites de pessoas por mesa - seis no interior e 10 nas esplanadas.

Sujeitos às mesmas regras estão os bares e discotecas: podem reabrir, mas em condições específicas. Têm encerramento obrigatório às 02:00 e não têm pista de dança. As discotecas têm de ter licença para funcionar como bar.

Os carrosséis podem voltar com autorização da Direção-Geral da Saúde (DGS), assim como o público em eventos desportivos.

Nos casamentos e batizados, a lotação máxima é de 50%. Para estes tipo eventos que superem as 10 pessoas, é preciso apresentar o certificado de vacinação ou teste negativo à covid-19.

O certificado digital passa também a ser essencial, por exemplo, para entrar em hotéis, termas e spas, casinos e bingos e também em aulas de grupo nos ginásios. É ainda necessário para viajar e para comer no interior dos restaurantes ao fim de semana.

Ainda nesta primeira fase, o teletrabalho passa de obrigatório a recomendado.