País

Novos radares em Lisboa. Vão ser instalados 41 aparelhos até ao final do ano

Notícia SIC

Permitem o controlo de velocidade em vários em várias vias em simultâneo e em ambos os sentidos. Utiliza como princípio de medição o efeito doppler.

É um olhar mais atento, mais rigoroso e também mais amplo quando a mira está apontada para quem anda na estrada. Utiliza como princípio de medição o efeito doppler. São várias frequências que permitem registar velocidade, distância e posição.

Os novos radares são fabricados pela Jenoptik e conseguem monitorizar infrações de velocidade de diferentes veículos em simultâneo até seis faixas.

Há 3 anos, em despacho publicado em Diário da República, este radar foi aprovado por parte do Instituto Português da Qualidade. Um ano depois recebeu luz verde por parte da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária. Após análise do equipamento foi considerado apto para ser utilizado na fiscalização do trânsito.

Aprovado também o da PolCam Systems GmbH, um dos radares da empresa polaca encontra-se junto ao CCB e permite medir e registar a velocidade até 32 veículos em simultâneo, até 6 vias de trânsito.

De acordo com a câmara municipal de Lisboa, numa resposta enviada à SIC, foram adquiridos 41 radares de controlo de velocidade e vão ficar espalhados pela cidade, em algumas zonas consideradas mais sensíveis. Já foram instalados 13 radares e encontram-se em fase de testes.

Do total de radares adquiridos pela autarquia, 21 vão substituir os mais antigos. Os restantes 20 são estreias no controlo de velocidade, ainda sem uma data certa para começarem a funcionar. Mas até ao final do ano devem estar todos instalados.

De acordo com a autarquia, esta tecnologia mais atual permite o controlo de velocidade em várias vias em simultâneo e em ambos os sentidos, ao contrário dos radares antigos que permitem apenas controlar a velocidade numa única via. Além disso, vão fornecer dados do tráfego em tempo real.

Uma das funcionalidades destes radares é o registo de passagens em sinais vermelhos ou quando a infração está relacionada com traços contínuos. No entanto, este tipo de controlo ainda não se encontra autorizado em Portugal.

  • 2:29