País

Bombeiros Sapadores de Setúbal acusam a autarquia de assédio e perseguição no trabalho

Manifestação em frente à Câmara Municipal para denunciar falta de condições de trabalho.

Os Bombeiros Sapadores de Setúbal manifestaram-se esta quarta-feira em frente à Câmara Municipal. Acusam a autarquia de assédio, perseguição no trabalho e de falta de condições. A presidente da Câmara diz que as acusações são falsas e que se tratam de aproveitamento político.

Os bombeiros concentraram-se na praça do Bocage, junto à Câmara Municipal de Setúbal, na mesma altura em que decorria a cerimónia do hastear da bandeira, o hino e um espetáculo de teatro para assinalar o feriado municipal.

Um protesto para chamar atenção para os problemas que dizem enfrentar há anos: assédio, perseguição no trabalho e falta de condições para socorrer as pessoas.

Acusações que a presidente da Câmara rejeita. A autarca da CDU, Maria das Dores Meira - nestas eleições autárquicas é a cabeça de lista da CDU para Almada -, diz que nunca foi feito tanto pelos Bombeiros Sapadores da região.