País

Jovem de 18 anos torturada pelo ex-namorado durante oito horas em Cascais

O agressor, de 23 anos, não aceitava o fim do relacionamento e sucederam-se episódios de ameaças e agressões. O jovem já foi detido e presente a tribunal.

A jovem de 18 anos saiu do trabalho na zona da marginal, em Cascais, por volta das 00:30 horas, na noite de sábado para domingo. À porta estava o ex-namorado, de 23 anos, que a empurrou para dentro do carro.

O agressor recorreu a uma faca, pedras e uma garrafa de vidro.

"A dado momento acabou por lhe atirar com uma pedra enorme que, só porque a vítima teve um reflexo necessário para se defender, não teve um desfecho mais trágico", afirmou Manuela Santos, diretora da Unidade Contraterrorismo da Polícia Judiciária.

Foram quase oito horas de tortura dentro e fora do carro. A Polícia Judiciária (PJ) recebeu o alerta às 03:00 horas e a vítima foi resgatada perto das 08:00.

O jovem não aceitava o fim do relacionamento e sucederam-se episódios de ameaças e agressões.

O agressor foi detido pela PJ e nesta segunda-feira foi presente a um juiz no Tribunal de Cascais, tendo ficado em prisão preventiva.

O ex-namorado está acusado de tentativa de homicídio, sequestro agravado, coação e ofensas à integridade física.

VEJA TAMBÉM:

  • A escola como uma gigantesca perda de tempo

    País

    Pode ser Eva. Fez um teste de Geografia e foi a única da turma a ter negativa. Dos seus olhos formosos e inexpressivos, num rosto negro como o touro do Herberto Helder, ruíram-lhe duas lágrimas. Mas daquelas que represam tanta água - tanta mágoa - que deixam cicatrizes aquosas. 43%.

    Opinião

    Rui Correia