País

Agropecuária Valinho condenada a multa de 1,5 milhões de euros

Em causa estão 15 contraordenações ambientais muito graves.

A Agropecuária Valinho foi condenada a pagar uma multa de 1,5 milhões de euros e a encerrar a exploração no Vale Meiriço, localizado no concelho de Alenquer, distrito de Lisboa, por três anos.

A Agência Portuguesa do Ambiente (APA) explica, através de um comunicado, que foram registadas 15 contraordenações ambientais muito graves, associadas a descargas indevidas da empresa em rios que afetam a Região Hidrográfica do Tejo e Ribeiras do Oeste.

"Trata-se de uma decisão administrativa, já notificada e ainda não transitada em julgado, relativa a 15 processos contraordenacionais (referentes a 10 explorações suinícolas distintas exploradas pela mesma sociedade) que corriam termos contra a mesma arguida (pessoa coletiva) e que foram objeto de apensação visando uma apreciação conjunta e a prolação de uma decisão única", diz a APA.

O valor da coima aplicada é um dos mais elevados em Portugal.

► Veja mais: