País

Escola em Barcelos retoma aulas após boicote por falta de condições

O boicote durava desde quinta-feira devido a infiltrações de água.

Os alunos da EB1/JI de Fraião, em Tamel S. Veríssimo, em Barcelos, voltaram hoje às aulas, após um boicote que durava desde quinta-feira devido a infiltrações de água, disse hoje o presidente da Associação de Pais.

Segundo Paulo Gomes, foi instalada uma "cobertura provisória", ao mesmo tempo que foram colocados desumidificadores, pelo que, "para já", estão reunidas as condições mínimas para as crianças regressarem à escola.

"Mas esta é apenas uma solução provisória. Vamos continuar atentos e vigilantes", acrescentou.

Os pais promoveram, desde quinta-feira, um boicote às aulas, em protesto contra uma escola em que "pinga em todo o lado".

Em causa estão as obras de retirada do amianto, que, segundo a Associação de Pais, deixaram a escola "praticamente a descoberto".

"Choveu e a escola ficou um descalabro", referiu Paulo Gomes, sublinhando que uma "grande parte das crianças da primária ficou com os livros, cadernos e capas estragados" e que a chuva fez levantar "por completo" o taco do soalho.

A Câmara de Barcelos admitiu que houve uma "pequena inundação" na escola, mas garantiu que todos os estragos estão reparados e que os materiais pedagógicos danificados foram substituídos.