País

Violência na noite não dá descanso aos proprietários de bares e discotecas

Empresários do Porto pedem mais policiamento.

Os empresários do setor dos bares e discotecas do Porto estão preocupados com a falta de segurança durante a noite e pedem um reforço do policiamento.

O Presidente da Cãmara do Porto, Rui Moreira, quer videovigilância no centro da cidade, estando a aguardar por instruções da PSP para avançar com a instalação das câmaras.

À SIC, fonte da PSP disse que já foi feito tudo o competia ao Comando Metropolitano do Porto, que está incluído num grupo de trabalho da câmara.

A falta de segurança nas ruas portuenses voltou a ser tema depois de, na madrugada de domingo, um jovem ter sido agredido à porta de uma discoteca. Paulo Correia terá batido de forma violenta com a cabeça no chão, não resistiu aos ferimentos e acabou por morrer no dia seguinte no hospital de Santo António.