País

Caso Meco: defesa dos familiares das vítimas vai recorrer da decisão

O advogado disse à SIC ter "perfeita convicção" que os pais dos seis jovens vão ganhar o processo, nem que seja no Supremo.

João Gouveia, o ex-dux da Lusófona, e a universidade foram absolvidos de pagar uma indemnização de 1,3 milhões de euros aos pais dos jovens que morreram na praia do Meco, em dezembro de 2013. A defesa dos familiares não se mostrou surpreendido e já anunciou que irá recorrer da decisão.

“Desde a primeira hora que infelizmente percebi que este poderia ser o desfecho. Estou ciente que o processo não termina aqui, isto é mais uma fase e tenho a perfeita convicção que os pais vão ganhar este processo no tribunal da relação, quer seja no Supremo Tribunal de Justiça”, disse Vítor Parente Ribeiro, advogado dos familiares das vitima.

A primeira vez que João Gouveia falou em tribunal foi no arranque do processo cível. Declarou-se inocente e disse que a ideia de ir à praia naquela noite nunca foi dele. A versão não foi aceite pelos pais.

À SIC, a defesa de João Gouveia não se mostrou surpreendida com a decisão do tribunal. Avança que as testemunha ouvidas no processo cível foram as mesmas do processo crime e nada acrescentaram. Sublinha ainda que a versão do ex-dux da Lusófona foi confirmada por quem o assistiu na noite da tragédia.

► Veja mais: