País

Dezanove famílias recebem ordem de despejo na Ajuda

16.05.2022 15:11

A coordenadora do Bloco de Esquerda (BE), Catarina Martins (C-E), durante encontro com moradores do Casal do Gil, onde cerca de 50 pessoas estão em risco de despejo das suas habitações, em Lisboa, 16 maio 2022. MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Líder do Bloco de Esquerda esteve com os moradores e pede parque público de habitação.

Os moradores do Bairro do Caramão Da Ajuda, em Lisboa, receberam ordem de despejo porque o proprietário quer demolir as casas. A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, esteve com os moradores e diz que a solução é a construção de um parque público de habitação.

No bairro moram cerca de 40 pessoas. Muitas, há décadas. Há cerca de dois anos começaram a receber ordens de despejo por parte do proprietário das habitações, mas os moradores dizem não ter condições económicas para se mudarem.

Organizaram uma petição apelando ao realojamento de emergência e rendas acessíveis. No final do ano passado foi à Assembleia Municipal de Lisboa. A última terça-feira foi discutida e aprovada

Os deputados pedem à Câmara que esclareça a titularidade dos terrenos e que o município avance com a avaliação do estado das habitações.

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, esteve no bairro do Casal do Gil esta segunda-feira e defendeu os moradores. Catarina Martins diz que a solução passa pela construção de um parque público de habitação.

Ao jornal Público, o vereador da Câmara Municipal de Lisboa comprometeu-se a encontrar uma solução para as 19 famílias que moram nas habitações, em constante degradação, do bairro do Casal do Gil.

Saiba mais:

Últimas Notícias