País

Greve nos CTT: trabalhadores “estão revoltados”

Greve nos CTT: trabalhadores “estão revoltados”

Revela o representante sindical José Arsénio.

Os CTT estão esta sexta-feira em greve durante 24 horas. Os trabalhadores pedem aumentos salariais e queixam-se de falta de condições de trabalho.

José Arsénio, do Sindicato Democrático dos Trabalhadores dos Correios, acusou a empresa de se recusar a negociar e de não querer fechar um acordo com os funcionários.

O sindicalista queixa-se que “é uma ofensa” a empresa aumentar os trabalhadores em apenas sete euros e meio quando, em 2020, os CTT duplicaram os lucros que chegaram aos 38,4 milhões de euros.

Não são apenas os carteiros que estão revoltados, os técnicos e as chefias também partilham deste sentimento, garante José Arsénio.

Como solução para alguns dos problemas existentes, o sindicalista refere que a contratação de mais profissionais seria uma solução.

SAIBA MAIS

Últimas Notícias
Mais Vistos