País

Há mais idosos vítimas de violência a viver com o agressor

Há mais idosos vítimas de violência a viver com o agressor

Segundo a Linha SOS Pessoa Idosa.

Segundo a Linha SOS Pessoa Idosa, até 2020 a maioria dos idosos que eram alvo de violência viviam sozinhos. Atualmente a maior parte partilha casa com o agressor.

O perfil dos idosos que relatam abusos físicos e psicológicos mudou com a pandemia. Até esse momento as vítimas viviam, maioritariamente, sozinhas mas no ano passado os casos de violência sobre pessoas a viver com cuidadores ou familiares, subiram de 27 para 53%.

As mulheres viúvas, na casa dos 75 e os 84 anos, continuam a representar a generalidade das vítimas registadas. Contudo, nas mulheres casadas também se verificou um aumento das queixas de 17 para 35%.

Muitos casais de idosos relatam terem sido alvo de violência em casa e alguns dos fatores apontados como causas são o facto de muitos filhos terem regressado às casas dos pais e os centros de dia terem estado bastante tempo encerrados, o que levou a que muitos idosos recorressem a cuidadores.

Muitos dessas pessoas que se dedicaram ao cuidado dos mais velhos não são profissionais e não estão aptos para desempenhar tal função, e o cansaço pode levar a comportamentos negligentes para com os idosos.

Segundo a SOS Pessoa Idosa, Lisboa liderou nas denúncias com quase 30% e Setúbal ficou na segunda posição com 11%, superando assim o Porto.

SAIBA MAIS

Últimas Notícias
Mais Vistos