País

Já é possível ir a banhos na praia de Vila Praia de Âncora em Caminha

Imagem ilustrativa.
Imagem ilustrativa.
Luis Diaz Devesa
Os banhos foram desaconselhados na quarta-feira, tendo sido içada a bandeira vermelha.

Os banhos na praia de Vila Praia de Âncora, em Caminha, no distrito de Viana do Castelo, voltam a ser possíveis a partir deste sábado, após terem sido desaconselhados na quarta-feira, divulgou a Câmara Municipal.

"O Município de Caminha foi hoje [sábado] notificado pela Agência Portuguesa do Ambiente de que as análises à água da praia de Vila Praia de Âncora voltaram à normalidade. Assim, deixam de ser desaconselhados os banhos", pode ler-se num comunicado da autarquia enviado às redações.

A Câmara local afirma ainda estar a providenciar o "regresso à normalidade, com a colocação das bandeiras em conformidade", em articulação com a Capitania do porto de Caminha.

Os banhos em Vila Praia de Âncora foram desaconselhados na quarta-feira, tendo sido içada a bandeira vermelha.

Em comunicado enviado às redações, a autarquia adiantou ter sido informada pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA) de que "os resultados provisórios obtidos numa colheita de água efetuada na água balnear de Vila Praia de Âncora apresentam indícios de contaminação microbiológica que obrigam ao desaconselhamento temporário" da ida a banhos.

"O aviso de desaconselhamento foi emitido hoje [quarta-feira] e vigorará até que seja comprovado que a água balnear em questão apresenta, novamente, a qualidade que se lhe reconhece", sustentou o município.

Foram então dadas "instruções aos concessionários da praia de Vila Praia de Âncora para içarem a bandeira vermelha e afixarem, nos painéis de praia, o aviso de banhos desaconselhados".

A autarquia também comunicou que a APA iria "efetuar novas colheitas que servirão para contra-análise", cujo resultado seria conhecido hoje, o que se verificou.

Em julho, a mesma medida foi tomada, durante três dias, na praia de Moledo, também no concelho de Caminha.

Em comunicado emitido na altura, a Autoridade Marítima Nacional (AMN) explicou que a ida a banhos foi desaconselhada depois da análise à qualidade da água, efetuada pela APA, ter revelado valores microbiológicos acima dos parâmetros de referência.

Últimas Notícias
Mais Vistos