País

Imagens de detenção polémica mostram "complexidade", "exigência" e "risco" dos polícias, diz sindicato

Entrevista SIC Notícias

Loading...

Paulo Santos, presidente da Associação Sindical dos Profissionais da Polícia, em entrevista na SIC Notícias. 

Paulo Santos, presidente da Associação Sindical dos Profissionais da Polícia, considera que as imagens da detenção polémica, em Lisboa, por dois polícias, mostram a "complexidade", a "exigência" e o "risco" de ser polícia.

Sobre o alegado uso de força excessiva, o responsável diz que "não concorda nem discorda":

"É preciso conhecer o que deu origem a essa intervenção".

Paulo Santos defende que, "muitas vezes", a gravação destas situações não corresponde à realidade.

"Muito do que circula é parte da ocorrência, colocando a tónica na intervenção policial", diz, acrescentando que induz as pessoas a "juízos de valor".

PSP abre inquérito à atuação de agentes

O ministro da Administração Interna determinou a abertura de um inquérito a uma ocorrência envolvendo dois polícias que, segundo a PSP, "recorreram ao uso da força" na detenção de um cidadão, no sábado, no Bairro Alto, em Lisboa.

Em comunicado, o ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, refere que determinou à Inspeção Geral da Administração Interna (IGAI) a abertura de um processo de inquérito "para apuramento dos factos relacionados com a ocorrência policial verificada no passado dia 13 de agosto, na Travessa da Boa Hora, em Lisboa, envolvendo dois elementos da Polícia de Segurança Pública, no âmbito da identificação de um cidadão suspeito de estar a causar perturbação da ordem e tranquilidade públicas".

Situação em causa

O Comando Metropolitano de Lisboa refere que uma patrulha foi informada no sábado, pelas 19:40, de que se encontrava na Travessa da Boa Hora um homem com um "comportamento agressivo" para com os cidadãos que por lá passavam, "ameaçando-os e causando-lhes receio".

De acordo com a nota, os agentes deslocaram-se ao local e abordaram o suspeito, "tendo este uma atitude agressiva para os polícias e negando identificar-se".

No vídeo, que foi inicialmente reproduzido na rede social Twitter, pode ver-se um homem no chão a ser manietado por dois agentes que usam o cassetete para o imobilizar e deter. Um deles chega a colocar o joelho no pescoço do homem.

Últimas Notícias
Mais Vistos