País

Em São Miguel já é possível levar burros a passear pela ilha

Loading...
Uma norte-americana criou um projeto de conservação destes animais.

Uma norte-americana criou um projeto de conservação de burros onde turistas, animais e carros partilham as mesmas ruas, na ilha de São Miguel.

Uma zoóloga norte-americana criou uma iniciativa que, segundo a própria, pretende aproximar os animais da comunidade e também as crianças da natureza.

Bethany Joy leva os interessados e os animais a passear pelas ruas de São Miguel. O projeto representa uma simbiose entre os habitantes da região, os burros e os visitantes que caminham lado a lado com os animais pela ilha.

A zoóloga criou esta iniciativa, juntamente com Luís Vidinha, movida por objetivos pessoais, mas não só.

Eles [burros] são uma grande parte da História, não só aqui em S. Miguel, mas no mundo, de forma geral. Carregaram muitos pesos. Eu e o Luís criámos este projeto não só pelos burros, mas também pelo nosso próprio bem-estar e o bem estar da comunidade.

Os passeios duram cerca de duas horas e meia e atraem principalmente os mais novos. A fundadora da "Donkeys and Friends" assume que não pretende abandonar a ilha, uma vez que os burros vivem em média 40 anos.

Últimas Notícias
Mais Vistos