País

Habilitação para dar aulas "vai continuar a ser o mestrado", esclarece ministro

Loading...
João Costa fala em "alarido desnecessário".

O ministro da Educação esclareceu, esta quarta-feira, que apenas quem tem mestrado em ensino é que pode ingressar na carreira de professor, depois de ter anunciado que ia alterar o despacho das habilitações para a docência.

Na semana passada, João Costa anunciou que ia alterar o despacho das habilitações para a docência, para alagar o leque de candidatos a tempo do próximo ano letivo.

Já é permitido um licenciado pré-bolonha dar aulas sem formação em ensino, se for contratado diretamente pelas escolas - a última opção para preencher vagas, depois de todos os concursos nacionais.

"Aquilo que vamos fazer é fazer uma atualização para neste leque de professores poderem ser contratados também licenciados pós-bolonha", explicou.

O ministério disse ainda que serão publicados em breve os requisitos mínimos de formação científica que terão de cumprir e que, apesar de para alguns a formação ter sido mais curta, o nível de exigência não vai diminuir.

Uma pessoa com curso superior pode ser contratada para dar aulas, mas o João Costa garante que só com formação pedagógica é que pode ingressar na carreira docente.

A habilitação de acesso à profissão é e vai continuar a ser o mestrado. O mestrado em ensino nas diferentes áreas do saber.

"Não falamos de professores de segunda, falamos sim de necessidades permanentes no sistema, que devem ser preenchidas por professores profissionalizados, e de necessidades temporárias a que por vezes temos de recorrer a outras pessoas, como já era e continuará a ser", disse.

Últimas Notícias
Mais Vistos