País

Afogamentos em Portugal: Autoridade Marítima fez quase 650 salvamentos esta época balnear

Loading...
Registadas mais cinco mortes do que no ano passado.

O número de afogamentos em Portugal aumentou, sobretudo em praias não vigiadas. Desde o início da época balnear, a Autoridade Marítima Nacional registou 19 mortes. A Federação Portuguesa de Nadadores Salvadores insiste que é necessária uma revisão da lei e mais incetivos ao setor.

Desde 6 de maio, quando arrancou a época balnear, até 23 de agosto ocorreram 19 mortes nas praias marítimas e fluviais na área de jurisdição da Autoridade Marítima Nacional. A maioria foi registada em zonas sem vigilância.

Neste período, foram ainda realizadas quase 650 ações de salvamento e mais de 1800 primeiros socorros no areal. O número de afogamentos aumentou.

O balanço feito pela Federação Portuguesa de Nadadores Salvadores sobre os primeiros 6 meses do ano também revela uma subida no número de mortes no meio aquático. 68 este ano, quando em 2021 foram registadas 46. É o valor mais elevado em 5 anos.

O arranque da época balnear foi marcado pelas dificuldades em contratar pessoal. A Federação pede mais formação nas escolas e mais incetivos ao setor. Insiste também na revisão da lei para que em 2023 estejam reunidas as condições para ter mais vigilância nas praias.

Últimas Notícias
Mais Vistos