País

Falta de água preocupa autarcas de Bragança enquanto outro problema surge

Loading...
Pouca reserva de água pode levar à contaminação na principal barragem da região.

Mogadouro, em Trás-os-Montes, faz parte da lista dos 43 concelhos em situação mais crítica no abastecimento de água. Contudo, o Presidente da Câmara não vai seguir a recomendação do governo de aumentar a tarifa da água.

A região de Bragança está a ser fustigada, à semelhança de outros distritos do país, pela seca extrema. Fazem parte da lista dos concelhos em situação mais crítica, 43 localidades, que ao contrário do sugerido pelo governo, não irão estar sujeitas ao aumento do tarifário para consumos de água acima de 15 metros cúbicos.

No concelho de Mogadouro, a principal barragem que fornece água à população, encontra-se a 30% da sua capacidade total, não tendo ainda causado uma rutura no abastecimento. No entanto, as poucas reservas de água representam outro perigo: a contaminação. Havendo poucos recursos hídricos na barragem, a concentração de nutrientes como o nitrogénio e o fósforo aumenta substancialmente, representando assim um perigo para a saúde pública. Em casos extremos poderá tornar-se inclusive imprópria para consumo.

Neste concelho, 12 localidades estão a ser abastecidas por camiões cisterna, mas para António Pimentel. presidente da Câmara de Mogadouro, a situação poderia ter sido evitada caso o Governo tivesse financiado o município. Neste momento o Nordeste Transmontano é umas das regiões do país que mais sofre com a falta de chuva e consequente seca, situação que levou a que a concentração de água no solo seja inferior a 1%.

Últimas Notícias
Mais Vistos