País

Dois homens acusados de crimes de guerra pela primeira vez em Portugal

Loading...
Os dois iraquianos estão detidos desde o ano passado.

Dois homens são acusados em tribunal de crimes de guerra contra as pessoas. Este caso é o primeiro em Portugal. O Ministério Público deduziu a acusação contra os dois homens de nacionalidade iraquiana, detidos em 2021 por suspeitas de ligações terroristas ao DAESH.

Os irmãos Yasser, de 32 anos e Ammar, de 34 anos, vivem em Portugal desde 2017. O mais novo chegou a trabalhar num restaurante em Lisboa que, em 2018, foi visitado pelo primeiro-ministro e pelo Presidente da República.

Os iraquianos foram detidos após três anos de investigações por suspeitas de estarem ligados a um possível ataque terrorista num país da Europa.

Até à detenção, as autoridades não encontraram indícios de que os suspeitos estivessem a planear algum crime em Portugal. No entanto, estarão ligados a várias ações praticadas pelo DAESH no Iraque, na cidade de Mossul, onde estiveram em 2016.

Os dois suspeitos são acusados pela prática de crimes de adesão a organização terrorista, de crimes de guerra contra as pessoas e de crimes de resistência e coação sobre funcionário.

Últimas Notícias
Mais Vistos