País

Família do jovem que morreu depois de rixa em discoteca do Porto pede 535 mil euros de indemnização

Loading...

Paulo Correia, de 23 anos, foi atingido na cabeça. Acabou por morrer no hospital.

Já começou o julgamento do jovem francês acusado de homicídio de um estudante de 23 anos à porta de uma discoteca, no Porto. A família da vítima pede uma indemnização de 535 mil euros.

Na primeira sessão do julgamento, o jovem francês negou qualquer envolvimento no crime e garantiu até nunca ter visto a vítima. Está acusado de homicídio qualificado e ofensas à integridade física qualificada.

O outro arguido no processo, também de nacionalidade francesa, responde apenas pelo crime de ofensas à integridade física qualificada.

Num depoimento confuso, admitiu o envolvimento nos confrontos, mas negou ter visto o amigo junto da vítima.

No dia 10 de outubro do ano passado, depois de uma discussão à porta de uma discoteca no Porto, os dois arguidos envolveram-se numa rixa com um grupo de jovens portugueses.

Um dos franceses terá atingido Paulo Correia, de 23 anos, com um murro na zona da cabeça. O basquetebolista do Guifões acabou por morrer no hospital no dia seguinte.

A família que se constituiu assistente no processo pede agora uma indemnização de 535 mil euros ao principal arguido.

No dia seguinte às agressões, quatro jovens franceses foram detidos para interrogatório. Gravaram um vídeo dentro da carrinha da PSP que partilharam nas redes sociais e brincaram com a detenção.

Apenas dois foram acusados pelo Ministério Público. O suspeito de homicídio está desde então em prisão preventiva.

Últimas Notícias
Mais Vistos