País

Jardim Público e o Parque da Cidade de Beja foram reabertos

Imagem ilustrativa

Vicki Jauron, Babylon and Beyond

Os espaços tinham sido encerrados após ter sido detetado um animal com gripe das aves.

Reabriram ao público, esta segunda-feira, o Jardim Público e o Parque da Cidade de Beja. Os espaços tinham sido encerrados após a deteção de animais com o vírus da Gripe Aviária de Alta Patogenicidade .

Os espaços estiveram fechados durante duas semanas. Depois de cumpridas as indicações da Direção-Geral da Alimentação e Veterinária, foram reabertos.

A autarquia disse que foram alvo de desinfeção duas vezes e garantiu ainda que foram desenvolvidos "os mecanismos de proteção e salvaguarda necessários".

Parque da Cidade foi encerrado no final de agosto

A 29 de agosto, a Câmara de Beja interditou o Parque da Cidade após ter sido detetado o vírus da Gripe Aviária de Alta Patogenicidade do subtipo H5N1 num animal morto encontrado no espaço.

Em comunicado, o município informou a população da deteção deste vírus "num animal encontrado morto no Parque da Cidade" e da decisão de interditar o espaço, em "estreito e permanente contacto com a Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV)".

"Respeitando as diretrizes de higiene e biossegurança" determinadas precisamente pela DGAV, a autarquia "decidiu interditar ao público, com efeitos imediatos, o Parque da Cidade, por um período não inferior a oito dias", pode ler-se no comunicado.

A 17 de agosto, o Município de Beja revelou que iria apresentar uma participação contra desconhecidos no Ministério Público (MP) devido à morte de pelo menos quatro gansos no Parque da Cidade, afirmando suspeitar, na altura, que os mesmos pudessem ter sido envenenados.

Em declarações à agência Lusa, nesse dia, o presidente da câmara, Paulo Arsénio, disse que a participação junto do MP avançaria assim que a autarquia tivesse na sua posse o relatório da veterinária municipal.

A câmara revelou, então, ter efetuado a conservação adequada de um dos animais mortos e procedido ao encaminhamento para análise toxicológica.