País

Termas de São Jorge em Santa Maria da Feira recuperam afluência pré-pandemia

Loading...
Termalistas procuram cuidados de bem-estar e terapêuticas pós-covid.

As termas estão a recuperar a afluência dos anos pré-pandemia. Nas Caldas de São Jorge, em Santa Maria da Feira, a procura inclui agora também os utentes com sintomas pós-covid.

As águas sulfurosas de Caldas de São Jorge são indicadas em problemas reumáticos, musculoesqueléticas, das vias respiratórias e da pele.

Até ao fim de agosto, as termas, no concelho de Santa Maria da Feira, já tinham recebido 16 mil visitas.

Depois do travão da pandemia, recuperam agora a afluência de 2019, ano em que o Ministério da Saúde voltou a comparticipar os tratamentos termais.

Há dois anos que Manuel Bastos frequenta as termas de São Jorge. A Covid deixou-lhe mazelas nas articulações e na parte respiratória.

Há procura por doentes crónicos, a maioria crianças e idosos. Mas a idade média dos termalistas tem vindo a diminuir. Há cada vez mais pessoas de 30, 40 anos, a procurar os cuidados de bem-estar pós-covid.

As termas de São Jorge, em Santa Maria da Feira, são as terceiras mais procuradas do país, para fins terapêuticos, depois de São Pedro do Sul e de Chaves.

Últimas Notícias
Mais Vistos