País

Suspensão da produção hidroelétrica mantém-se até alcançar quotas mínimas das barragens

Loading...

São 15 as barragens portuguesas que vão interromper a produção.

Entra este sábado em vigor a suspensão temporária da produção hidroelétrica em 15 barragens do país. A medida vai manter-se até que sejam alcançadas as quotas mínimas da capacidade útil de cada albufeira.

Alqueva (Alentejo), Castelo de Bode (Centro) ou Alto Lindoso (Parque Nacional da Peneda-Gerês) são algumas das 15 barragens que vão deixar, temporariamente, de produzir eletricidade. A intenção é criar uma reserva de água, equivalente a cerca de seis dias de consumo médio nacional.

A suspensão dura até que sejam alcançadas as cotas mínimas da capacidade útil das barragens.

A resolução do Conselho de Ministros, publicada em Diário da República esta semana, diz que as reservas só poderão ser usadas se estiver em causa a segurança do abastecimento elétrico.

A medida está em vigor a partir deste sábado, em que se celebra o Dia Nacional da Água - data que o Presidente da República fez questão de assinalar. Numa nota publicada no site da presidência, Marcelo Rebelo de Sousa alerta para a sustentabilidade dos recursos hídricos para as próximas gerações.

Não é a primeira vez que o Governo suspende a produção hidroelétrica. Em fevereiro, por causa da seca, cinco barragens deixaram de produzir eletricidade através da água.

Últimas Notícias
Mais Vistos