País

O caso do padre suspeito de tráfico de pessoas e abuso sexual em Vila Nova de Foz Côa

Vítima tem 44 anos e sofre de défice cognitivo.

A Polícia Judiciária deteve o padre de Numão, em Vila Nova de Foz Côa, por suspeitas de abusos sexuais e tráfico de pessoas.

O sacerdote, de 63 anos, é ouvido esta sexta-feira por um juiz para aplicação das medidas de coação.

A vítima é um homem de 44 anos com deficiência cognitiva, de quem o padre cuidava.

O padre tem sido, nos últimos cinco anos, tutor da vítima por decisão judicial. Ao homem de 44 anos terá dado teto, alimentação e trabalho, mas alegadamente também exigia serviços que, se a vítima recusasse, ficaria trancada.

Sem apoio familiar, a vítima foi acolhida pelo padre que o alojou numa casa da paróquia, na pequena aldeia de Horta do Douro.