País

Trabalhadores dos CTT cumprem paralisação de dois dias

Loading...

Sindicato garante que é necessário aumentar salários e melhorar condições de trabalho.

Os trabalhadores dos CTT cumprem esta quarta-feira o segundo de dois dias de greve geral para exigir aumentos salariais. Os sindicatos dizem que o valor de aumento anunciado pela empresa é insuficiente.

Durante dois dias os trabalhadores dos CTT cessam funções como forma de reivindicação por melhores salários para 2023. Garantem que os 7,50 euros de aumento que a empresa propôs “não são suficientes”.

Eduardo Rita, do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações, afirma que os lucros dos CTT deveriam refletir-se nos salários, caso que garante não se verificar.

Isto é “gozar com os funcionários" e, acrescenta o sindicalista, são necessárias melhores condições de trabalho, tendo em vista a redução das reclamações dos clientes.

Os CTT informam que o primeiro dia de greve, na segunda-feira, foi pouco significativo, uma vez que apenas 14,8% dos trabalhadores aderiram à paralisação. Hoje, segundo dia, o protesto regista 67% de adesão e os setores mais afetados são o atendimento e o serviço postal. Contudo, a empresa revela que os serviços foram reforçados de modo a a suprir as necessidades.


Últimas Notícias
Mais Vistos