País

Greve vai deixar estabelecimentos prisionais "sem chefes aos serviço"

Greve vai deixar estabelecimentos prisionais "sem chefes aos serviço"
O aviso é feito pela Associação Sindical de Chefias do Corpo da Guarda Prisional, que agendou uma greve para os dias 18 e 21 deste mês.

No dia em que a Administração Pública está em protesto, a Associação Sindical de Chefias do Corpo da Guarda Prisional (ASCCGP) avisa, em comunicado enviado às redações, que se avizinham dois dias de greve “necessariamente diferentes”.

“Se hoje, sexta-feira, os serviços mínimos de meios, no que concerne à chefia do efetivo de serviço, são compostos por dois chefes nas antigas ‘cadeias centrais’, e um nas antigas ‘cadeiras regionais’ na segunda-feira dia 21 (…) o cenário será distinto e inédito!”, lê-se no documento.

O que vai acontecer, avisa a ASCCGP é que "segunda-feira os estabelecimentos prisionais ficarão sem comando!".

“Será este o primeiro Ministério da Justiça da história portuguesa que permitirá que durante 24 horas não estejam chefes nos estabelecimentos prisionais”.

Últimas Notícias