País

Se não conseguiu contribuir para o Banco Alimentar, ainda pode fazê-lo

Se não conseguiu contribuir para o Banco Alimentar, ainda pode fazê-lo
RODRIGO ANTUNES

Durante o fim de semana foram recolhidas 2.086 toneladas de alimentos.

Foram recolhidas mais de duas mil toneladas de alimentos na campanha promovida este fim de semana nos supermercados pelos Bancos Alimentares Contra a Fome. Mas, se não conseguiu contribuir, saiba que ainda pode fazê-lo online ou através da iniciativa “Ajuda Vale”.

Os portugueses uniram-se e superaram “todas as expectativas mais favoráveis”, de acordo com as palavras de Isabel Jonet, presidente do Banco Alimentar Contra a Fome.

Ao longo dos últimos dois dias foram recolhidos, em duas mil superfícies comerciais de 21 regiões do país, mais de duas mil toneladas de géneros alimentares, o que se traduziu num aumento de 24% face à campanha de novembro do ano passado.

Para tal, foi fundamental a ação de 40 mil voluntários dos 21 Bancos Alimentares do país que convidaram os portugueses a ajudar quem mais necessita. O convite foi aceite de bom grado, o que transmitiu “uma forte mensagem de esperança contra o desalento”.

“O sucesso desta campanha só foi possível devido a uma congregação de boas vontades, quer dos voluntários que deram o seu tempo, quer dos milhares de doadores que doaram alimentos, quer ainda de muitas empresas que apoiaram, e assim, em conjunto, todos contribuíram de forma fraterna e solidária para a construção de uma sociedade mais justa e coesa”, referiu a Presidente da Federação Portuguesa dos Bancos Alimentares contra a Fome.

Saiba como ainda pode ajudar

A onda de solidariedade prossegue, até ao dia 4 de dezembro, em www.alimentestaideia.pt, onde é possível contribuir para esta causa, sem ter de se deslocar a um supermercado e ficando a sua doação apenas à distância de um clique.

Até ao mesmo dia será também possível contribuir através do “Ajuda Vale”, que permite a aquisição de vales nas caixas das superfícies comerciais.

Cada um dos cupões possui um código de barras específico para os produtos que o Banco Alimentar selecionou, sendo os mais essenciais o leite, o azeite, o arroz, o atum e as salsichas.

Últimas Notícias
Mais Vistos