País

Violência nos hospitais: foram registadas 1.600 queixas no ano passado

Loading...

Em média, foram realizados 136 casos por mês de violência sobre profissionais de saúde.

O ano passado houve 1.600 queixas de violência contra profissionais de saúde. Em média, foram registados 136 casos por mês. Cerca de 70 dessas queixas estão a ser investigadas pelo Ministério Publico.

A média 136 casos de violência contra profissionais de saúde, por mês, representa também quatro médicos, enfermeiros ou assistentes operacionais agredidos por dia. Mas 10% das queixas são por violência física grave e que deram já origem a 70 inquéritos crime.

Um dos últimos casos reportados à plataforma e ao Ministério Público, aconteceu no Hospital São Francisco Xavier, em Oeiras. O caso remete a setembro do ano passado, quando uma obstetras foi violentamente agredida por um familiar de uma utente

A maioria das queixas surge de hospitais e centros de saúde do norte do país e dos de Lisboa e Vale do Tejo, que reportam sobretudo casos de violência psicológica. Contudo, a grande parte das queixas acabam por ter consequências porque a lei não prevê qualquer tipo de sanção.

O plano contra a violência sobre os profissionais de saúde conta com a colaboração da PSP e GNR. As duas forças policiais criaram gabinetes em varias instituições. Foram realizadas 227 ações de formação onde participaram mais de 4.000 médicos enfermeiros e assistentes técnicos.

Os profissionais exigem mais: querem que os gabinetes médicos tenham botões de pânico, um sistema de sinalização de doentes agressores e portas de fuga.

Últimas Notícias
Mais Vistos