País

Comissão de inquérito quer apurar se Miguel Albuquerque cedeu (ou não) a pressões

Loading...

A comissão é o resultado da acusação feita por Sérgio Marques, antigo membro do Governo, de que Miguel Albuquerque afastou os secretários das obras e dos transportes devido às pressões de empresários.

Um antigo membro do Governo regional acusa Miguel Albuquerque de ter cedido às pressões dos dois maiores empresários da Madeira numa remodelação que fez ao Executivo em 2017 e que afastou os secretários com a tutela das obras e dos transportes.

O assunto em questão será alvo de uma comissão de inquérito e serão chamados os dois maiores empresários da região autónoma.

Sérgio Marques foi secretário regional das obras públicas e, há uma semana, era ainda deputado do PSD na Assembleia da República quando, em declarações ao Diário de Notícias, acusou Miguel Albuquerque de o ter afastado do governo por pressão do maior empreiteiro da Madeira.

As pressões terão vindo, também, do empresário dos portos e dos transportes que, na remodelação de 2017, resultaram na saída do secretário do turismo.

O social-democrata, que fez parte do Governo de Miguel Albuquerque como secretário regional do Assuntos Europeus e Parlamentares, entre 2015 e 2017, afirmou ainda que foi afastado do cargo por influência de um grande grupo económico da região.

A denúncia caiu com estrondo na Madeira e, por iniciativa do PS, será agora alvo de uma comissão de inquérito.

Com a comissão de inquérito os socialistas querem esclarecer o que realmente aconteceu e, por isso, nos próximos meses todas as atenções estarão centradas no parlamento regional, até por causa do rol de inquiridos.

Miguel Albuquerque consta da lista de pessoas convocadas, mas o depoimento não deverá ser diferente do que já disse: o que diz o antigo secretário não passa de uma opinião.

Uma opinião não é um facto, mas as declarações de Sérgio Marques fizeram estragos. A começar pelo próprio que, entretanto, renunciou ao mandato de deputado na Assembleia da República.

Últimas Notícias
Mais Vistos