22|01

Autarcas de Ovar e São Brás de Alportel apoiam estado de emergência, autarca de Loures diz que "não vai resultar"

Os autarcas de São Brás de Alportel, Loures e Ovar estiveram no Jornal 22|01 da SIC Notícias. 

Estes três concelhos estão no grupo dos 121, onde esta segunda-feira entra em vigor o recolher obrigatório à noite durante a semana, e nos fins de semana a partir das 13h00.

O presidente da Câmara de Ovar considera que as medidas anunciadas pelo Governo para o estado de emergência são tardias: "Deviam ter acontecido mais cedo". Salvador Malheiro fala ainda nas consequências destas medidas e acredita que será preciso "confinar ainda mais" nas próximas semanas.

Sobre o reforço da capacidade de rastreio, o presidente da Câmara de Loures defende que as medidas já deviam ter sido tomadas antes do estado de emergência. Bernardino Soares considera que a declaração do estado de emergência é "desproporcionada" em relação ao que se está a viver: "há uma pulsão para procurar resolver problemas que são sanitários com medidas policiais. Isso não vai resultar".

O presidente da Câmara de São Brás de Alportel destaca que a situação no Algarve é diferente do que no resto do país, mas apoia a declaração do estado de emergência. Vítor Guerreiro defende que só com o confinamento das pessoas e restrição de algumas liberdades é que é possível conter a pandemia.

"Estas medidas vêm prejudicar e muito a economia, mas a primeira necessidade neste momento é salvaguardar a saúde e a segurança das comunidades."

  • 1:41