Admirável Mundo Novo

"Estamos na Idade da Pedra da Revolução Digital". Como explicar o fenómeno das notícias falsas

Último episódio

"Estamos na Idade da Pedra da Revolução Digital". Como explicar o fenómeno das notícias falsas

Miriam Alves

Miriam Alves

Jornalista Grande Reportagem SIC

Rogério Esteves

Rogério Esteves

Repórter de Imagem

Paulo Cepa

Paulo Cepa

Repórter de Imagem

Tiago Martins

Tiago Martins

Editor de Imagem

O quinto e último episódio de Admirável Mundo Novo.

As notícias falsas têm influenciado resultados eleitorais e condicionado as nossas escolhas mais privadas, de forma particularmente perigosa no que diz respeito à saúde.

Em 2019, a ciência conseguiu perceber melhor o que nos leva a acreditar em notícias falsas e a contribuir para as espalhar.

"Notícias Falsas, Pessoas Reais", o ambicioso projeto de investigação de Joana Gonçalves de Sá recebeu 1,5 milhões de euros do Conselho Europeu de Investigação para criar mais conhecimento sobre esta epidemia potenciada pela revolução digital, com consequências ainda difíceis de antecipar.

"Estamos na Idade da Pedra da Revolução Digital", sublinha a cientista, e um dia - se tudo correr bem - olharemos com vergonha para este período.

Este é o quinto e último episódio da série Admirável Mundo Novo. Veja aqui todos os episódios.

  • Governo admite aumento de pressão sobre os hospitais

    Coronavírus

    No dia em que o balanço da Direção Geral de Saúde dá conta de 311 mortes e 11.730 casos de Covid-19 em Portugal, o Governo admite que aumentou a pressão sobre os hospitais. Esta segunda-feira, ficou ainda a saber-se que o País já tem um mapa de risco de infeção por coronavírus. Em Londres, o primeiro-ministro britânico Boris Johnson está internado nos cuidados intensivos. Em Espanha, o número de óbitos desceu pelo quarto dia consecutivo. Já os Estados Unidos ultrapassaram as 10 mil mortes. A pandemia do novo coronavírus já matou, desde dezembro, 73.139 pessoas e infetou mais de 1,3 milhões em todo o mundo.

    SIC Notícias