Aqui há História

Novas histórias escondidas na costa portuguesa

5ª feira no Jornal da Noite

Novas histórias escondidas na costa portuguesa

Na terceira temporada do "Aqui Há História" contamos-lhe outros acontecimentos, incidentes e naufrágios contemporâneos na costa portuguesa.

Fique a conhecer um pouco da história de cada um.

RIVER GURARA - CABO ESPICHEL
O cargueiro nigeriano River Gurara não resistiu à tempestade de 26 de fevereiro de 1989. Com 175 metros de comprimento, embateu violentamente contra os rochedos do Cabo Espichel, dividindo-se em duas partes. Morreram 13 tripulantes e 8 foram dados como desaparecidos.
27 foram salvos numa das operações de salvamento mais arriscadas até hoje realizadas em águas portuguesas. Hoje é um dos destinos de mergulho mais procurados de Sesimbra.

U-1277 - ANGEIRAS
Submarino alemão U1277 afundado intencionalmente na madrugada de 3 de junho de 1945, no final da II Guerra Mundial, no largo da Praia do Cabo do Mundo, em Matosinhos. Foi afundado pela própria tripulação. Os 47 marinheiros foram na sua grande maioria salvos pelos pescadores de Angeiras. Repousa agora a 30 metros de profundidade ao largo de Matosinhos.

B-24 - FARO
Em 1943, em plena batalha do Atlântico, um bombardeiro norte-americano despenhou-se e afundou-se ao largo da ilha de Faro.
6 tripulantes foram salvos por 3 pescadores algarvios num gesto heróico encoberto por Salazar.
A 100 km de Faro mas já na costa vicentina aconteceu outro episódio, - a batalha de Aljezur -, que o governo de Lisboa não conseguiu esconder.
Os destroços e os testemunhos são provas da passagem de aviões aliados e nazis por Portugal durante a Segunda Guerra Mundial.

RHONA - BUGIO
Pertencia à frota da Mina de S.Domingos e operava no rio Guadiana.
O rebocador Rhona em viagem para ser reparado em Lisboa naufragou em 1923 na foz do Tejo, nas imediações do Bugio.
A descoberta inesperada do destroço revelou a tragédia onde morreram 7 dos 9 passageiros e permitiu investigar novos dados sobre aquela que chegou a ser a maior exploração mineira de Portugal.

Reportagem de Aurélio Faria e Maria José Mendes, imagem de Jorge Ramalho, Rui Flórido e João Lúcio, edição de Tiago Martins, grafismo de Luís Bispo, produção editorial de Ana Marisa Silva, som de José Jerónimo, cor de Rui Branquinho, imagens aéreas da 4KFly e coordenação de Marta Brito dos Reis.

Quatro episódios emitidos todas as quintas-feiras no Jornal da Noite, de 19 de Julho a 9 de Agosto.

  • Brincar ao ar livre como remédio natural
    0:21