As Causas

Caos na terceira dose da vacina e eleições que deixarão Portugal "ingovernável"

Opinião

José Miguel Júdice analisa a Cimeira do Clima, a administração da terceira dose da vacina contra a covid-19 e os possíveis resultados das eleições legislativas de 2022 em "As Causas", na SIC Notícias.

Para o comentador da SIC Notícias, José Miguel Júdice, há avanços significativos trazidos pela COP 26, poderá voltar o caos nos hospitais como no ano passado e não será possível o surgimento de acordos entre o PS e o PSD após as eleições.

Começa por referir que, como ponto positivo, "surge um tratado da ONU sobre clima com referência explícita à necessidade de eliminar progressivamente a exploração, produção e consumo de combustíveis fósseis, bem como a produção de eletricidade a partir da queima do carvão".

Acrescenta que, embora se perspetive um cenário grave em 2050 caso não haja alteração no uso destes combustíveis, "é melhor que seja feito com realismo e proporção".

Sobre a administração da terceira dose da vacina, refere que "o Inverno está a chegar e os riscos de se repetir o caos do ano passado nos hospitais também regressa", embora considere que várias infeções e mortes poderiam ser evitadas com um processo mais célere de vacinação.

Relativamente às eleições legislativas, José Miguel Júdice prevê nenhum partido com maioria absoluta, uma maioria de Esquerda, o PS como o partido mais votado, a consolidação à Direita de um modelo de quatro partidos e com crescimento em comparação com 2019 e a inexistência de pontes do PS com a Direita, pois o PSD será demasiado forte para "aliado júnior", apontando para que o regime fique "ingovernável".

► A página de As Causas

Saiba mais