Lourenço Medeiros

Futuro Hoje

Lourenço Medeiros

Editor de Novas Tecnologias

Futuro Hoje

Configurar o telemóvel para salvar a própria vida

Lourenço Medeiros

Lourenço Medeiros

Editor de Novas Tecnologias

Lourenço Medeiros, editor de novas tecnologias da SIC, explica as vantagens de uma configuração que, muitas vezes, evitamos fazer.

Levei na cabeça. Não é que falei disso no último Futuro Hoje, na SIC, e não expliquei nada? Fui logo criticado. Continuo a achar que tenho as minha razões, TV é um meio superficial por natureza e não há nada mais chato do que um manual de instruções à hora de jantar no ecrã grande da sala.

Mas aqui tratava-se de salvar a própria vida: é uma das muitas funcionalidades que muitos desconhecem nos seus telefones e talvez merecesse ser um pouco mais explicada. Dói dar o braço a torcer.

Estou a falar da funcionalidade que permite, com uma combinação específica de toques, disparar uma chamada de emergência. Um susto, um susto sério, disparamos e começa uma contagem decrescente. Ao fim de 5 segundos é feita uma chamada para o 112 e eventualmente mais, como veremos. O Expresso também não é sítio para manuais de instrução. Mas deixo só as dicas para que vá ao seu telemóvel tratar do assunto. Vá já, que nunca se sabe o que acontece.

É necessário configurar as opções

É necessário configurar as opções

No iPhone é logo nas definições, está bem explícito o menu SOS Emergência, ou o seu equivalente na língua em que o usa. Por omissão, basta manter premidos os botões laterais de ligar e um dos de volume para acionar a emergência. Temos a opção de fazer o mesmo com uma sucessão rápida de cinco toques no volume, que não desativa a primeira.

Não brinque com o sistema. Além de ligar para o 112, vai disparar um alarme bem sonoro para avisar quem o possa ouvir de que precisa de ajuda. Indo mais fundo nos menus pode ainda configurar um ou mais contactos de emergência. São pessoas que queremos que sejam imediatamente avisadas caso use este alarme. Eu recomendo.

Confesso, nos testes que fiz acabei por disparar involuntariamente o alarme uma das vezes, e a minha mulher apanhou um valente susto com isto

Confesso, nos testes que fiz acabei por disparar involuntariamente o alarme uma das vezes, e a minha mulher apanhou um valente susto com isto

Uma vez acionado este alarme, no caso dos telefones Android, até pode enviar automaticamente o local onde se encontra aos tais contactos especiais. Por enquanto, temos que pedir especificamente que envie a localização, no futuro acredito que a chamada para o 112 envie também a localização, mas esta opção vai começar nos carros com o sistema Ecall, e ainda se arrisca a demorar para os telemóveis.

As opções nos telefones Android

As opções nos telefones Android

Nos telefones Android os menus podem variar. Naquele que estou a usar, está no menu “Segurança e Privacidade”, num submenu “SOS”. Depois, os dois sistemas são praticamente idênticos. Ambos permitem também acrescentar informação médica essencial, que fica disponível se acionado o alarme. Cada um decide o que quer mostrar, desde a morada ao grupo sanguíneo, doenças que possam ser relevantes, etc.

É mais uma daquelas coisas que esperamos nunca precisar, mas sinceramente, se andamos sempre com o telemóvel, se é óbvio que é uma ferramenta que pode ser importante, por que não perder cinco minutos a configurar tudo? Nós pagamos seguros e esperamos nunca precisar deles, este alarme de segurança é gratuito (ou, pelo menos, já está pago com o telemóvel).

Podemos preencher informação importante para quem nos encontrar, caso não estejamos em condições de comunicar

Podemos preencher informação importante para quem nos encontrar, caso não estejamos em condições de comunicar

  • O 11.º episódio do "Polígrafo SIC"
    20:14