Investigação SIC

Empresário ligado ao caso "Mães de Bragança" conta como funcionava negócio da prostituição

Investigação SIC

Empresário ligado ao caso "Mães de Bragança" conta como funcionava negócio da prostituição

Camilo Gonçalves, em liberdade condicional, falou pela primeira vez, em exclusivo à SIC.

Há 15 anos, Bragança entrou para o roteiro europeu da prostituição, num artigo que fez capa da Time.

A revista norte-americana deu voz ao Movimento das "Mães de Bragança", que pressionou as autoridades a encerrar as maiores casas de alterne da cidade.

O principal empresário da noite, julgado à revelia, foi condenado a nove anos de prisão. Agora em liberdade condicional, Camilo Gonçalves falou pela primeira vez, em exclusivo à SIC, sobre o negócio de prostituição que manteve durante sete anos.

O empresário diz que chegou a hora do Estado português fazer contas aos prejuizos que lhe causou.

  • Norte ou Sul? Roteiro em Peso da Régua e em Cuba
    9:34