Leste/Oeste

As polémicas da semana 

Opinião

Das novas medidas de contenção da pandemia e do abandono de outras, à situação na União Europeia e um certo escândalo português com repercussões internacionais. A análise da atualidade internacional pelo comentador da SIC Nuno Rogeiro.

Depois de muitos meses de indecisão, vários países começam a enviar botas para o terreno a ajudar Moçambique em Cabo Delgado. Chegaram já mil Ruandeses, chegarão esta semana centenas de elementos da SADC e reforça-se a presença da União Europeia, cujo contingente de treino deverá ser comandado por Portugal. Mas há uma solução militar para o problema?

Há quem ache que o Afeganistão cairá como um baralho de cartas nas mãos dos Talibã, quando estiverem fora todas as forças ocidentais, em 11 de Setembro. Outros pensam que o período será difícil, mas ninguém quer regressar a 2001. Sobretudo os vizinhos dos afegãos.

Nos Países Baixos, é baleado o jornalista Peter De Vries, grande denunciante da Mafia a operar ali. Mas este é apenas mais uma vítima ilustra, numa longa série de atentados e ameaças.

O acontecimento mais trágico e bizarro da semana terá sido o assassínio do presidente do Haiti. O que significa este ato ainda misterioso, no país empobrecido, mas sobretudo no quadro estratégico da região?

Os EUA continuam divididos em fações, cerca de seis meses depois da posse de Joe Biden. Pode fazer-se um balanço?

► A PÁGINA DO LESTE/OESTE