Luís Marques Mendes

"O que fica para a História é que para uns aplicam-se as regras, para outros abrem-se exceções"

ver episódio completo

Luís Marques Mendes analisou, no habitual espaço de comentário no Jornal da Noite de domingo, a celebração do 1.º de maio, o regresso à atividade, a possibilidade de nacionalizar a TAP, a atuação política durante a crise e fez ainda um balanço dos últimos dois meses de pandemia.

  • O planeta em que todos vivemos

    Futuro Hoje

    O Planeta Lourenço terá que ser ainda mais simples e eficaz na mensagem. É um risco. Frequentemente, quando me mostram aparelhos ou programas as coisas falham, é o que chamo de síndrome da demonstração. Mas isto acontece na vida real, é assim que vamos fazer.

    Opinião

    Lourenço Medeiros