Reportagem Especial

"Peço-vos a paz para o mundo..."

Hoje no Jornal da Noite

O século das guerras no século de Fátima

Após adiamento na produção, por causa da pandemia, é exibida no Jornal da Noite, esta sexta-feira, dia 13 de novembro, a terceira parte de "Livrai-nos da Guerra", a série de reportagens sobre as mensagens escritas pelos crentes e entregues no santuário da Cova da Iria. Uma investigação exclusiva SIC/Expresso, que nos levou à consulta de cerca de 50 mil documentos, datados até 1975, de uma quente expressão testemunhal da fé.

Neste terceiro episódio - "O século das guerras no século de Fátima" - damos ainda voz a ex-combatentes devotos, lembramos o clamor pela paz, os medos, a morte próxima, os pesadelos, a instrumentalização da religião e a religião como instrumento político, as lágrimas da guerra colonial, que tiveram em Fátima um alcance íntimo e doloroso, agora revelado pela primeira vez.

Afinal, pode falar-se de Fátima sem falar da guerra?

Ouvimos também o testemunho de três "madrinhas de guerra" que tinham de dar a notícia da morte de militares em África às respetivas mães. Falamos dos capelães militares, chamados ao apoio religioso e psicológico em África, num trabalho que não está isento de acusações de cumplicidade da Igreja na legitimação a guerra. Recordamos o papel de católicos, leigos e clérigos, que contestaram o silêncio da hierarquia religiosa e criticaram a guerra.

Como pano de fundo, está sempre o Correio de Nossa Senhora. A "conversão da Rússia" e a denúncia do "comunismo" são outras dimensões abordadas pelos crentes nestas mensagens, marcadas pelo contexto sociopolítico, no país e no mundo, e pelas narrativas institucionais do fenómeno.

Os investigadores António Matos Ferreira, Bruno Cardosos Reis, Carlos Azevedo e Edgar Silva fazem o enquadramento histórico e sociológico.

Uma investigação dos jornalistas António Marujo e Joaquim Franco.

Imagem de João Venda e Pedro Castanheira, com Carlos Gabriel Catarino e Jorge Miguel Guerreiro.

Edição de imagem de Andres Gutierrez.

Produção de Diana Matias.

Página da Reportagem Especial