Grande Reportagem SIC

Tudo por um filho

Hoje no Jornal da Noite

Tudo por um filho

Nos últimos anos, cerca de 3% das crianças nascidas em Portugal, nasceram com apoio da ciência e das mais diversas técnicas de Procriação Medicamente Assistida. A Grande Reportagem "Tudo por um Filho" percorre o mundo de algumas das milhares de famílias inférteis que contam com ajuda da medicina e da ciência e não desistem da maternidade, seja no Serviço Nacional de Saúde ou nos centros de reprodução privados.

Contamos as histórias de Vera e Fátima, duas mulheres que foram mães depois de receberem ovócitos de outras mulheres que decidiram doar células sexuais. Ouvimos também as razões de dois homens e uma mulher que quiseram ser dadores de células sexuais para que outras famílias pudessem ter filhos.

Portugal tem desde 2011 um Banco Público de Gâmetas e já ajudou ao nascimento de cerca de uma centena de crianças com recurso à doação de ovócitos e espermatozoides, com o apoio do Serviço Nacional de Saúde.

O Banco Público de Gâmetas tem uma longa lista espera e falta de dadores e, por isso, para muitos casais, a alternativa para uma gravidez com doação passa pela medicina privada.

Nesta Grande Reportagem contamos também a história de Tânia e Margarida, um casal homossexual que recorreu a doação de espermatozoides em Espanha para poderem ter o Tomás, embora as alterações em 2016 à lei da Procriação Medicamente Assistida já permitam que qualquer mulher portuguesa possa receber doações de células sexuais masculinas em Portugal. A Lei que permite também a gestação de substituição em Portugal. O decreto que vai regular a maternidade com recurso a uma gestante foi aprovada pelo Governo em junho e entrará em vigor logo que seja publicada em Diário da República.

Joana nasceu sem útero e é uma das primeiras candidatas à gestação de substituição e nesta Grande Reportagem conta como foi viver a longa espera por um filho biológico que vai ser gerado na barriga da irmã.

Na Grande Reportagem "Tudo por um Filho" damos voz aos casais heterossexuais que são afetados pela infertilidade e que querem ser pais e mães, aos casais lésbicos que querem ter filhos com recurso à doação de sémen, de pessoas que apelam à doação de embriões ou a uma barriga que faça a gestação de uma criança, para poderem viver a maternidade.

Os médicos, embriologistas e os juristas falam das necessidades para respostas mais rápidas à infertilidade, mas também apontam criticas à nova lei da Procriação Medicamente Assistida, aprovada em 2016.

"Tudo por um filho" é um trabalho da jornalista Ana Margarida Póvoa, com imagem de Jorge Guerreiro, edição de imagem de Rui Rocha, produção de Ana Marisa Silva e Diana Matias, grafismo de Claúdia Ganhão, correção de cor de Rui Branquinho e pós-produção áudio de Octaviano Rodrigues.

A não perder, hoje, no Jornal da Noite da SIC.