Tempo Extra

Rui Santos escolhe os protagonistas e os momentos de 2020

Saiba quais foram as escolhas do comentador da SIC para Acontecimento do Ano, Figura do Ano, Flop do Ano, Jogador do Ano e Treinador do Ano.

Rui Santos: "O Futebol ainda não percebeu o golpe que a pandemia lhe deu e precisa de acordar para a realidade, com humildade e sem o rei na barriga”.

Rui Santos: “Um FC Porto mal gerido mas com um treinador (Sérgio Conceição) capaz de exigir compromisso dos jogadores conquistou um título que chegou parecer inalcançável”.

Rui Santos: “É operário, é criativo, é um jogador-total. Estranha-se que não esteja cotado ao nível dos melhores médios portugueses, mesmo na Seleção Nacional”.

Rui Santos: “Sérgio Conceição é um treinador agridoce. Um misto de Jesus e Mourinho. Uma espécie de 'rudeza aristocrática' que tem feito muito bem ao FC Porto".

Rui Santos: “Tem uma leveza juvenil e maturidade nos movimentos. Precisa de aumentar níveis de confiança”.

Rui Santos: “Foi no Famalicão que mostrou potencial de um Bruno Fernandes. Mas para o ser tem de aumentar capacidade competitiva”.

Rui Santos: “Uma equipa que tem mais dinheiro, mais investimento, mais recursos e mais meios não pode fazer a figura que o Benfica fez. E Isso teve a ver com (mais) arrogância e (mais) deslumbramento”.

Veja também: