Volante

Um patinho “feio” que é um cisne na estrada

Opinião

Um patinho “feio” que é um cisne na estrada
DANIEL KRAUS

A BMW já se deve ter habituado às polémicas relativamente ao estilo dos novos modelos, mas quis que o melhor ADN da marca estivesse no que este modelo muito acarinhado consegue fazer no alcatrão e no batimento cardíaco dos condutores.

Uma coisa podemos dizer à partida, a BMW não foi nada conservadora a desenhar no novo série 2.

Resistiu à tentação de colocar a grelha do série 4 neste pequeno coupé, e deu-lhe uma expressão bem diferente e zangada, com os novos faróis LED e entradas de ar com splitter na frente sem esquecer a “power dome” no capot, mas foi na escolha estética da traseira onde creio que arriscou mais.

Os faróis traseiros mais agressivos foram feitos a pensar num perfil estético mais alargado (que é evidente) mas quanto a mim, parece um pouco descaracterizado com o design escolhido para o rosto. E vocês, o que acham? Para mim, pode ser um patinho feito…mas acreditem que na estrada porta-se como se nunca quisesse ficar parado.

Se as mudanças visíveis não vão deixar nenhum amante de automóveis indiferente, ao volante, o desempenho deste M240i xDrive vai ser bastante mais consensual.

A começar no motor 3.0 turbo de seis cilindros em linha com 374cv e mais de 500Nm de binário que o lançam dos 0 aos 100 km/h em 4,3s a 250 km/h de velocidade máxima e a acabar no trabalho de engenharia na estrutura que aproveitou dos irmãos Série 3 e Série 4.

Um pormenor importante que garante mais 12% de rigidez de chassis face ao modelo antecessor. O resultado é uma saída de curva segura que provocará muitos sorrisos, mas as emoções não ficam por aqui.

Isto porque temos aqui duas ferramentas de série como o “Launch Control” para lançar o série 2 o mais rápido possível quando estiver parado e o modo “Sprint” que dá um empurrão na aceleração durante alguns segundos quando estamos em movimento. Uma função acessível nas patilhas que controlam a caixa Steptronic Sport de 8 velocidades, a partir do volante M.

No interior, copia o design de habitáculo do novo Série 4. A posição de condução está em linha com as capacidades acima da média deste modelo que apesar de estar 105mm mais comprido e 64mm mais largo do que o anterior série 2, isso não se nota muito na disponibilidade de espaços para os passageiros nos lugares traseiros…especialmente os ocupantes mais altos, que vão passar a maior parte da viagem um pouco curvados.

Uma desvantagem que muitos Coupé partilham com o novo série 2 que apesar de ter uns respeitáveis 283 litros de capacidade na bagageira, não é propriamente a escolha mais familiar, mas sejamos honestos: este animal de estrada foi feito a pensar no condutor, que viajará com todo o conforto e o novo sistema de info-entretenimento iDrive 7 acessível no ecrã de 10,25 polegadas.

Esta versão M240i do Série 2 chega com a suspensão M Sport de série, distribuição de peso 50-50 que fazem deste carro uma das melhores soluções nos desportivos no mercado do início do próximo ano. Isto se acharem os 70 mil euros necessários para o levarem para casa antes de escolherem a longa lista de opções disponíveis. Se sim, pensem antes que eventualmente vão ter que contar que o mais potente M2 também vai chegar…não se sabe é quando.

► A PÁGINA DO VOLANTE