Saúde e Bem-estar

A mulher que não sente dor

Condição é causada por uma mutação genética rara.

Jo Cameron

Jo Cameron não sente dor. Muitas vezes queima-se no forno, mas não sente qualquer dor que a avisa que a pele está a queimar. A mulher escocesa só percebe quando começa a sentir o cheiro de carne chamuscada.

A condição da mulher de 71 anos é causada por uma mutação genética rara, confirmada apenas numa outra pessoa em todo o mundo. Ela não sente dor, não fica ansiosa ou com medo, e sente-se sempre feliz.

Segundo a BBC, só aos 65 anos é que Jo Cameron descobriu que era diferente. Após uma cirurgia à mão, os médicos avisaram-na que deveria esperar dores. Quando não sentiu nada, o caso foi enviado para uma equipa especialista das Universidades College de Londres e Oxford.

Nunca perguntou porquê

Os exames encontraram uma mutação genética que a impedia de sentir dor como todas as outras pessoas. Assim que foi diagnosticada, Jo Cameron percebeu que não era apenas "incrivelmente saudável", como acreditou até aos 65 anos.

"Ao olhar para trás, percebi que nunca precisei de analgésicos. Mas se não precisas deles, também não te questionas do porquê", disse a mulher à emissora britânica.

"És o que és, até alguém apontar um defeito, não questionas. Eu era apenas uma pessoa feliz que não via nada de diferente em mim."

Mesmo durante o parto, a mulher não sentiu dores. Lembra-se agora que foi estranho: "Até foi agradável".

"A dor existe por algum motivo"

Jo Cameron não mudaria nada, mas mesmo assim reconhece que a dor é algo importante.

"A dor existe por algum motivo, avisa-te do perigo."

A mulher explicou que só percebeu que tinha problemas nas ancas até ter de ser operada. As artrites impediam-na fisicamente de andar.

Os médicos acreditam também que a mulher se cura mais rápido do que o normal. Esta combinação de genes faz ainda com que se esqueça das coisas e que se sinta menos ansiosa.

"É chamado o gene da felicidade ou do esquecimento. Tenho chateado as pessoas à minha volta por estar sempre feliz e por me esquecer das coisas. Agora tenho uma desculpa."

  • Votar? É mais praia...
    2:43