Saúde e Bem-estar

Parasita “come-cérebros” mata criança de 10 anos 

Wendy Scott/Facebook

Menina foi infetada depois de nadar num rio no Texas.

Uma criança de 10 anos morreu depois de contrair uma infeção rara provocada por um parasita conhecido como “come-cérebros”. A jovem norte-americana foi infetada depois de nadar num rio perto de casa, no Texas, Estados Unidos.

Este parasita, Naegleria fowleri, é encontrado geralmente em águas paradas e mornas e, apesar de geralmente não infetar humanos, quando o faz é extremamente fatal, provocando uma meningoencefalite amebiana primária, com uma taxa de mortalidade de 97%.

O estado de saúde da menina, cujo diagnóstico inicial apontou para uma meningite bacteriana, começou a deteriorar-se rapidamente. Foi transferida para o hospital pediátrico em Fort Worth, no Texas, onde os médicos descobriram que, afinal, estava infetada com o parasita “come-cérebros”.

Segundo a imprensa local, Lily foi colocada num coma induzido, mas acabou por não resistir.

Os sintomas

O parasita entra no corpo através dos nervos olfativos, chegando depois ao cérebro e provocando meningoencefalite amebiana primária. Os sintomas começam cerca de cinco dias após a infeção e podem incluir rigidez no pescoço, confusão, falta de atenção, perda de equilíbrio, convulsões e alucinações.

Segundo o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças dos EUA, os pacientes morrem num período de um a 12 dias depois dos sintomas surgirem.

Entre 1962 e 2018, apenas quatro das 145 pessoas infetadas nos Estados Unidos sobreviveram a este parasita.

  • “Entregues à Sorte” – Primeiro episódio
    30:41