Saúde e Bem-estar

Estudo indica que ter um cão reduz o risco de morte precoce

Eloy Alonso

Os benefícios do "melhor amigo do Homem" na saúde.

Um estudo liderado pela endocrinologista Caroline Kramer publicado na terça-feira no Journal of the American Heart Association indica que ser dono de um cão diminui em 24% o risco de morte precoce.

A investigação estudou cerca de quatro milhões de pessoas dos Estados Unidos, Canadá, Escandinávia, Nova Zelândia, Austrália e Reino Unido e resultou de uma pesquisa que demorou cerca de 70 anos a concluir.

Para além da redução em 24% do risco de “todas as causas de morte”, os cientistas concluíram ainda que ser dono de um cão traz ainda mais benefícios para quem já sofreu um ataque cardíaco ou um acidente vascular cerebral (AVC).

“Para essas pessoas ter um cão é ainda mais benéfico. Têm uma redução em 31% do risco de morrerem de uma doença cardiovascular”, explicou à CNN Caroline Kramer.

Outros benefícios de adotar um cão

Outro estudo que envolveu mais de 336 mil suecos, também divulgado na terça-feira na mesma publicação científica, concluiu que os donos de cães que sobrevivem a um ataque cardíaco ou AVC têm uma recuperação melhor do que os mesmos doentes cardíacos que não têm cães.

O benefício é ainda maior para os donos de cães que vivem sozinhos.

Estudos observacionais

Os dois estudos têm por base ciência observacional, isto significa que os investigadores não podem provar, através de experiências, as suas conclusões.

Martha Gulati, editora da plataforma de educação CardioSmart.org, do Colégio Americano de Cardiologia, questiona os resultados. “É o cão ou são os comportamentos? É porque as pessoas praticam mais exercício (…)? Não sabemos estas coisas”.

Cardiologista “prescreve” cão a doente

“O cão do meu paciente morreu há alguns meses e ele parou de andar. Não voltou a adotar um cão porque a mulher receia acabar sozinha a tomar conta dele. Passei-lhe este receita e disse-lhe para informar a mulher que é meu dever mantê-lo vivo. Medicação: um cachorro da raça malamute-do-alasca e três passeios por dia”.

  • Professores retomam greve às horas extraordinárias 
    1:50