Saúde e Bem-estar

Estudo indica que narcisistas podem ser mais resilientes

Bobby Yip

Nova série de estudos sobre o transtorno psicológico.

Psicólogos da Queen’s University em Belfast, Irlanda do Norte, estão a desenvolver uma série de estudos sobre narcisismo que indicam que pessoas que sofrem deste transtorno se tornam mais resilientes.

A conclusão aplica-se a indivíduos que sofrem de “narcisismo grandioso”, que se manifesta na forma de arrogância, egocentrismo, exibicionismo ou atitudes abusivas. Segundo os investigadores, estes indivíduos conseguem atingir “resistência mental”, uma forma de resiliência que os pode proteger.

O principal autor desta série de estudos, o professor de psicologia Kostas Papageorgiou, explicou à CNN que esta “resistência mental” ajuda os narcisistas a superar sintomas de depressão ou stress.

Uma investigação anterior da mesma equipa de Belfast indicou que narcisistas têm mais probabilidade de ter sucesso nas vidas profissionais e sociais, com uma “resistência mental” que os ajuda a superar a rejeição e desapontamento.

À CNN, a psicóloga clínica Ramani Durvasula explicou que é preciso abordar estes estudos com “cuidado”.

"Talvez os narcisistas grandiosos sejam tão bons em proteger-se que isso os protege contra stress e estados de humor negativos, mas lembre-se do efeito real do narcisismo, da maneira terrível como eles tratam os outros".