Saúde e Bem-estar

Cancro do intestino regista em Portugal cerca de 4 200 mortes anuais

Cancro do intestino regista em Portugal cerca de 4 200 mortes anuais

Rui Tato Marinho, Presidente da Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia, esteve na Edição da Manhã

Assinalou-se, no passado domingo, o Dia Europeu de Luta contra o Cancro do Intestino. No âmbito da data, a Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia recorda que este é o segundo cancro mais mortal a seguir ao do pulmão e reforça a importância da prevenção. Trata-se, portanto, de um dos cancros mais frequentes, mais mortais (cerca de 4 200 mortes anuais em Portugal), mas mais evitáveis e curáveis. O professor Rui Tato Marinho, Presidente da Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia, esteve na Edição da Manhã para nos falar desta realidade.